Carência de seis meses nas prestações de novos contratos: saiba tudo sobre o novo benefício da Caixa

Compartilhe:



Maio 4, 2020 | Dicas, Mercado Imobiliário, Minha Casa Minha Vida

A crise dos últimos meses tem feito muita gente parar para pensar nos possíveis problemas relacionados às contas a pagar.

Porém, para aqueles que se comprometeram com um financiamento da Caixa da casa própria, esse problema pode se tornar ainda maior.

Financiamento Caixa: veja aqui todas as regras e quem tem direito aos 6 meses de carência no pagamento das prestações da casa própria.

E a fim de que as pessoas físicas possam ter um subsídio para suas parcelas, o governo liberou um novo benefício, o qual você verá todas as informações nos próximos tópicos. Confira!

 1.Carência de seis meses para novos contratos

A Caixa Econômica Federal declarou que para todos os contratos de financiamento imobiliário assinado a partir do dia 13 de abril de 2020, será liberada uma carência de seis meses no pagamento das prestações.

Isso significa que, todas as pessoas físicas que assinarem contrato de financiamento da Caixa a partir desta data, até o fim da pandemia, terão suspensão de seis meses das prestações.

Essa medida foi tomada a fim de auxiliar as pessoas que estão paralisadas durante a crise ou que tiveram seus salários reduzidos para que a economia do país consiga sobreviver.

No entanto, esta medida só será liberada para compradores de imóveis que já estejam prontos para habitação, não sendo válida para os que ainda estão apenas na planta.

Nós da RPS temos uma excelente opção nestas condições, para você que deseja adquirir a sua casa própria. Trata-se do Millennium Park, nosso empreendimento em São Carlos, próximo ao centro e às principais vias da cidade.

Acesse o nosso site e entre em contato com um de nossos consultores para obter mais informações sobre o empreendimento.

 2.Pessoas com prestações em andamento

Como já mencionamos, essa carência de seis meses é válida apenas para novos contratos, mas quem já tem um financiamento da Caixa em andamento e está em dia com o pagamento também terá um benefício.

Em outras palavras, todas as pessoas físicas que estejam com as prestações em dia e até mesmo aquelas que estão com até duas parcelas em atraso, as mensalidades também poderão ser suspensas, porém o prazo é por 3 meses.

Mas caso a crise se estenda, essa suspensão também poderá ser prorrogada por mais um mês, totalizando quatro meses de suspensão.

Neste último caso, consideram-se também os imóveis na planta, diferente da carência de seis meses, que só será liberada se o imóvel já estiver pronto para morar.

 3.Existem outras facilidades?

Sim. No mesmo dia em que a Caixa fez o comunicado em relação à suspensão, ela informou que trabalhadores que possuem uma conta vinculada para recebimento do FGTS com saldo disponível, poderão usar uma quantia como pagamento de parte do valor das prestações.

Além disso, os clientes que mantêm os pagamentos em dia, ou que têm apenas dois meses de atraso, poderão optar pelo pagamento parcial do financiamento da Caixa pelo mesmo prazo de três meses.

 4.Como solicitar o benefício?

Solicitar o benefício de carência de seis ou três meses para financiamento da Caixa é muito simples.

Você pode procurar uma das agências físicas para pedir seu benefício ou procurar os demais canais de atendimento.

Contudo, caso não tenha disponibilidade, você poderá também fazer a solicitação através do internet banking, dos aplicativos Caixa Habitação ou por meio do teleatendimento Caixa.

Confira mais informações e acompanhe as novidades no site da Caixa Econômica Federal: http://www1.caixa.gov.br/servico/habitacao/

 A recomendação do banco é que as solicitações sejam feitas por meio dos canais digitais ou telefônicos, a fim de evitar ao máximo a possível disseminação do Covid-19.


fonte:  https://www.rpsengenharia.com.br/financiamento-caixa-carencia-6-meses/

Buscar no Blog